Carreira médica estruturada é essencial para efetivar direito à saúde aos cidadãos mais carentes, di


Durante Fórum sobre a Regulamentação da Carreira Médica no Estado do Amazonas, o defensor público titular da Defensoria Pública Especializada na Promoção e Defesa do Direito à Saúde da Defensoria Pública do Amazonas, Maurílio Casas Maia, defendeu a criação da carreira médica como pressuposto para efetivação do direito à saúde, principalmente aos mais necessitados. O Fórum é realizado pelo Sindicato dos Médicos do Amazonas (Simeam), com apoio da Assembleia Legislativa do Estado (ALE-AM).

Os debates ocorreram nesta quarta-feira, 1° de junho, e a programação inclui uma audiência pública para tratar da regulamentação da carreira médica nesta quinta-feira, dia 2 de junho, no plenário da ALE-AM. De acordo com Maurílio Casas, a criação da carreira médica estruturada e bem remunerada é essencial para que os cidadãos mais carentes, principalmente os que moram no interior do Amazonas, tenham acesso à saúde, direito assegurado na Constituição.

“A Defensoria Pública apoia e recomenda a criação da carreira médica como reconhecimento da importância desse profissional não só para a preservação do direito à saúde, mas do direito à vida. Sem saúde plena, o cidadão não tem nem mesmo como procurar por seus direitos”, afirmou Maurílio Casas, ao destacar que, assim como a Defensoria Pública, a magistratura e o Ministério Público devem manter um quadro mínimo de profissionais no interior, a carreira médica poderia assegurar a presença de médicos no interior.

“Acabamos, nós, Defensoria, Ministério Público, sentindo de perto os reflexos dessa carência, pois o cidadão acaba nos procurando para buscar assegurar o direito à saúde”, disse.

O Fórum também contou com a participação de membros da comunidade acadêmica, das forças militares, deputados estaduais, secretarias de Saúde e instituições e entidades da área médica.

#ALEAM #DPEAM

0 visualização