Com doença rara, jovem do Careiro Castanho recorre à DPE-AM para assegurar medicamento na rede públi


A jovem Milena da Silva Reis, de 29 anos, sofre há mais de um mês com a falta, na rede pública de saúde,do medicamento Micofenalato de Morfetila, indicado no tratamento da Vasculite Livedoide, doença rara que causa inflamações e úlceras em braços e pernas. Sem recursos para continuar comprando a medicação, ela recorreu à unidade Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM) do município do Careiro Castanho, que ajuizou ação para assegurar o direito dela de ter o tratamento fornecido gratuitamente pelo Governo do Estado.

De acordo com o defensor público que atua na unidade da DPE-AM do Careiro Castanho, Karleno José Pereira, a assistida precisa de uma solução urgente tendo em vista não ter como arcar com o custo da medicação e, sem ela, ter seu quadro de saúde agravado. Sem o medicamento, afirmou o defensor público, ela corre o risco de desenvolver polineuropatia, com a perda de movimentos dos membros, atrofia muscular e, em casos mais graves, ter que amputar braços ou pernas.

“A assistida depende do SUS para ter o medicamento, que custa R$ 402 cada caixa. Como ela precisa de duas caixas por mês, esse custo sobre para mais de R$ 800”, explicou Karleno, ao destacar que a Central de Medicamentos do Amazonas (Cema) forneceu a medicação a Milena pela última vez no dia 3 de maio. Desde então, a Cema informa à assistida que, em razão da crise econômica, a droga não foi comprada pelo Governo do Estado.

Renata Silva, irmã de Milena, conta que ela já acumula uma dívida de R$ 1.200 para adquirir o medicamento desde que o fornecimento foi interrompido. “Não temos mais como comprar o remédio, a dose é alta e é muito caro”, diz Renata Silva, ao relatar que Milena usa a medicação há sete anos e esta foi a primeira vez que o fornecimento foi interrompido pela Cema.

Segundo o defensor público Karleno Pereira, a ação civil pública de n° 0000265-16.2016.8.04.3700, ajuizada no dia 8 de junho no Tribunal de Justiça do Amazonas, pede deferimento de liminar obrigando o fornecimento do medicamento até o julgamento final da ação pelo TJAM.

#DPEAM #CareiroCastanho

28 visualizações
INSTITUCIONAL
Please reload

DIÁRIO OFICIAL
Please reload

CONSELHO SUPERIOR
Please reload

LEGISLAÇÃO
SERVIÇOS
Please reload

IMPRENSA
Please reload

Please reload

Avenida André Araújo, nº 679 - Bairro Aleixo
CEP 69060-000 | Manaus - Amazonas