Projeto que busca diminuir reincidência em crimes atende 1.203 réus em liberdade provisória em Manau


O projeto Reduzindo o Retorno ao Cárcere (Reeducar), realizado pela Defensoria Pública do Amazonas (DPE-AM) em parceria com o Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), atende este ano 1.203 réus em liberdade provisória oferecendo atividades voltadas à inclusão social. Palestras, aconselhamentos, capacitação profissional e em práticas empreendedoras e apresentação de programas assistenciais estão entre as principais atividades realizadas.

“A programação visa proporcionar aos beneficiados ações de caráter preventivo, educativo e ressocializador, para que assim eles possam desenvolver seu próprio senso de responsabilidade e humanização e resgatar seus direitos de cidadãos”, afirma o coordenador do Reeducar pela DPE-AM, defensor público Miguel Tinoco Alencar.

A cada quinzena, todas as segundas-feiras, inscritos no projeto participam de ciclo de palestras no auditório do Fórum Henoch Reis, no Aleixo, zona centro-sul de Manaus, realizado pela DPE-AM e TJAM em parceria com instituições como a Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Amazonas (OAB), Alcóolicos e Narcóticos Anônimos, organizações religiosas e a ONG Mova Brasil, além das Secretarias de Assistência Social do Estado (Seas) e Prefeitura de Manaus (Semasdh) e de Educação (Seduc).

Na área de capacitação técnico-profissional, o projeto conta com parceiros como a Secretaria Estadual do Trabalho (Setrab), Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam), Senac, Senai e Sebrae.