Em homenagem ao Dia da Consciência Negra, defensor público destaca papel da Defensoria Pública na de


O defensor público titular da Defensoria Especializada na Promoção e Defesa dos Direitos Humanos, Roger Moreira, disse que a Defensoria Pública do Amazonas (DPE-AM) cumpre papel fundamental na defesa dos direitos humanos, incluindo aqueles que são violados por causa de preconceito pela cor da pele. Ele destacou que o núcleo de Direitos Humanos da DPE-AM, que funciona na rua 24 de maio, Centro, zona sul de Manaus, está à disposição da população negra para receber denúncias contra esse tipo de preconceito e para prestar orientação jurídica.

“Temos uma população negra expressiva, como mostram dados do IBGE, que ainda sofre com o preconceito e enquanto isso acontecer temos que lutar para uma tomada de consciência. E a Defensoria se coloca à disposição daqueles que se sentirem vítimas do racismo”, afirmou Roger Moreira durante a Sessão Especial em homenagem ao Dia da Consciência Negra, realizada pela Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM) nesta segunda-feira, 21 de novembro. A Sessão foi uma iniciativa dos deputados estaduais Alessandra Campêlo (PMDB), Luiz Castro (REDE) e José Ricardo (PT).

Uma placa de homenagem foi entregue ao Arcebispo Metropolitano de Manaus, Dom Sérgio Castriani e certificados foram entregues à Mãe Raimunda Guimarães Viegas (in memorian) representada por Manoel da Vera Cruz Guimarães; Professora Clara de Moraes Campos; Instituto Cultural Ajuri (INCA), representado por Marcos Moura, coordenador; Cristiano Correa dos Santos; União de Negros e Negras pela Igualdade, representada por Cristiane Oliveira, presidente; Fórum de Mulheres Afro-Ameríndias e Caribenhas; Fórum Permanente de Afrodescendentes do Amazonas (Fopaam), representado por Gláucio Gama Fernandes, coordenador.

Entre os participantes do evento estavam compondo a mesa do evento: Graça Prola,Secretária de Justiça de Direitos Humanos e Cidadania; Suzete Maria dos Santos, procuradora de Justiça do ministério Público Estadual (MPE/AM); Felipe Isper Abrahim Neto, secretário municipal de Direitos Humanos; Roger Moreira, defensor público, representando a Defensoria Pública do Amazonas (DPE/AM); Alberto Jorge, representante da Articulação Amazônica dos Povos Tradicionais de Matriz Africana (Aratrama); Raimunda Nonata Correia, representante do Fórum Permanente de Afrodescendentes do Amazonas (Fopaam); Cristian Rocha, representando o Movimento Orgulho Negro do Amazonas; e Cristiane Oliveira, representante do União de Negros e Negras do Amazonas.

Durante o uso da palavra os participantes da mesa do evento abordaram alguns aspectos que ainda precisam ser enfrentados pela população afrodescendente como a intolerância religiosa, a discriminação racial, a violência e a desvalorização da cultura negra.


69 visualizações
INSTITUCIONAL
Please reload

DIÁRIO OFICIAL
Please reload

CONSELHO SUPERIOR
Please reload

LEGISLAÇÃO
SERVIÇOS
Please reload

IMPRENSA
Please reload

Please reload

Avenida André Araújo, nº 679 - Bairro Aleixo
CEP 69060-000 | Manaus - Amazonas