Defensoria Pública cadastrou familiares de 54 dos 64 presos mortos dentro de presídios neste início


Em dois dias, 20 e 21 de janeiro, a Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM) realizou 350 atendimentos de familiares de detentos no procedimento de cadastro de pleiteantes a indenizações pela morte de 64 detentos durante rebeliões nos presídios de Manaus, entre os dias 1° e 8 de janeiro. Desses, foram identificados parentes de 54 dos 64 presos mortos no período. Familiares de dez detentos não compareceram para o cadastro.

O defensor público Carlos Alberto Almeida Filho, da 1ª Defensoria Especializada de Atendimento de Inte