Núcleo de Saúde da Defensoria Pública busca garantir atendimento em domicílio para idosos com câncer


A Defensoria Especializada na Promoção e Defesa dos Direitos Relacionados à Saúde, da Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM), está prestando assistência social ao casal Lucineia Ferreira Barbosa e Raimundo Rodrigues Barbosa, de 79 e 81 anos, respectivamente, que sofre de câncer e não tem como se locomover até unidades de saúde. A DPE-AM solicitou da Secretaria de Estado da Saúde (Susam) o atendimento do casal, cuja família é carente, por meio do programa “Melhor em Casa”, que presta assistência médica em domicílio.

Nesta quarta-feira, 29 de março, uma equipe da DPE-AM foi até Hospital e Pronto Socorro João Lúcio para assegurar o transporte da equipe do “Melhor em Casa” até a residência dos idosos, pois o programa não dispunha de veículo para a visita. Lucineia, que sofre de câncer de pele e possui graves lesões na cabeça, e Raimundo, que enfrenta câncer de próstata, moram no bairro Coroado, zona leste de Manaus.

O filho do casal, o mototaxista Alcimar Barbosa, é quem cuida dos pais e a doença da mãe requer o deslocamento frequente a um hospital para a troca de um curativo na cabeça. Por conta dos problemas de saúde dos idosos, Alcimar está sem trabalhar, o que tem dificultado o comparecimento ao hospital. Além disso, a idosa sente náuseas quando precisa fazer o percurso até a unidade de saúde de carro. A situação crítica de saúde, principalmente em relação à mãe, levou a família a divulgar um vídeo na internet, tornando o caso público e apelando por ajuda.

Na Defensoria Pública, o núcleo especializado de Saúde acionou o serviço de assistência social da instituição que, após contato com a Susam, conseguiu autorização para que uma equipe do programa Melhor em Casa fizesse uma avaliação do casal com um grupo formado por por médico, enfermeiro e auxiliar de enfermagem, além de psicólogo e assistente social.

De acordo com a assistente social da DPE-AM, Maria de Fátima Santos Seixas, que vem acompanhando o caso, a equipe do programa “Melhor em Casa” identificou que o curativo na cabeça de Lucineia deve ser feito três vezes por semana e que o procedimento pode ser feito em casa, sem a necessidade de deslocamento a uma unidade de saúde. Além de prestar atendimento a Lucineia, o programa também deverá atender a Raimundo, abrangendo o auxílio ao casal.

O serviço de assistência social vai elaborar um relatório para embasar a tomada de providências pela Defensoria Pública, no sentido de garantir que os idosos sejam adequadamente atendidos pelo programa de assistência médica em domicílio da Susam.


363 visualizações
INSTITUCIONAL
Please reload

DIÁRIO OFICIAL
Please reload

CONSELHO SUPERIOR
Please reload

LEGISLAÇÃO
SERVIÇOS
Please reload

IMPRENSA
Please reload

Please reload

Avenida André Araújo, nº 679 - Bairro Aleixo
CEP 69060-000 | Manaus - Amazonas