Defensoria Pública apresenta projeto “Um Novo Amanhã” à Promotoria de Justiça Especializada de Infân


A coordenadora do núcleo psicossocial da Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM), psicóloga Nádia Teles, apresentou o projeto “Um Novo Amanhã” ao promotor de Justiça Especializada na Infância e Juventude, área infracional, Adelton Albuquerque Matos, em reunião na sexta-feira, dia 26 de maio, na Delegacia Especializada de Apuração de Atos Infracionais (DEAAI). Participaram do encontro também a titular da 2ª Defensoria Pública Especializada da Infância e Juventude, defensora pública Valéria de Melo, e o defensor público da Defensoria Especializada na Promoção e Defesa dos Direitos Humanos, Roger Moreira.

Renato de Almeida Souto, conselheiro no Amazonas do Movimento Nacional de Direitos Humanos, participou da reunião. Na ocasião, Nádia Teles explicou que o projeto “Um Novo Amanhã” foi iniciado pela Defensoria Pública com o objetivo de dar assistência psicossocial às crianças e adolescentes vítimas de abuso e exploração sexual. O atendimento, que também abrange pais e mães das vítimas, é feito no núcleo psicossocial da DPE-AM, que fica na rua 24 de Maio, 321, Centro, de segunda à sexta-feira, das 8h às 13h. Atualmente 15 crianças e adolescentes, além de 16 pais e mães, estão recebendo acompanhamento dentro do projeto.

As vítimas são encaminhadas à Defensoria Pública pelos órgãos do Estado que atuam na defesa dos direitos das crianças e adolescentes, como a Delegacia de Proteção à Criança e do Adolescente (DEPCA) e Conselhos Tutelares. O projeto “Um Novo Amanhã” também serve como via de entrada para encaminhamento inicial de investigações e atendimento às vítimas.

O promotor de justiça Adelton Matos elogiou o projeto e ressaltou que a iniciativa é importante pois qualifica a escuta das vítimas e contribui para o processo de investigação. A partir das conversas sobre o projeto, a DEAAI também encaminhará casos de violência e abuso sexual registrados no local para acompanhamento no projeto “Um Novo Amanhã”.

Além de participar da reunião sobre o projeto da DPE-AM, o defensor público Roger Moreira também esteve na DEAAI para acompanhar um assistido do núcleo de Direitos Humanos da Defensoria Pública em um processo que apura denúncia de transfobia sofrida pelo jovem conhecido pelo nome social de Alessandro Oliveira Polari de Alcântara. Ele denunciou estar sofrendo agressões físicas e verbais motivadas pelo fato dele ter nascido mulher mas se identificar como do gênero masculino. O caso está sendo apurado pela DEAAI porque os agressores denunciados são adolescentes.

#DPEAM #DEAAI

111 visualizações
INSTITUCIONAL
Please reload

DIÁRIO OFICIAL
Please reload

CONSELHO SUPERIOR
Please reload

LEGISLAÇÃO
SERVIÇOS
Please reload

IMPRENSA
Please reload

Please reload

Avenida André Araújo, nº 679 - Bairro Aleixo
CEP 69060-000 | Manaus - Amazonas