Defensores Públicos atendem a 143 presos no mutirão realizado no Centro de Detenção Provisória Mascu


Ações como pedidos de revisão de pena e concessão de semiaberto foram algumas das medidas adotadas pelos defensores públicos no atendimento a 143 presos no Centro de Detenção Provisória Masculino 2 (CDPM2), localizado no quilômetro 8 da BR-174 (Manaus-Boa Vista). No total, esses presos respondem a 292 processos, que foram avaliados pelos defensores e assessores.

Na unidade, no último final de semana, houve um princípio de tumulto com um agente penitenciário feito refém por 30 presos do Pavilhão 1 e a diretoria da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (SEAP) pediu uma ação da Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM) para atender aos internos.

Um total de seis defenso