Defensor público faz palestra para cumpridores de penas alternativas da Vara Maria da Penha


Cerca de 55 homens que estão em cumprimento de suspensão condicional de pena impostas em decorrência de condenações oriundas da Vara Maria da Penha, assistiram, hoje pela manhã, no Tribunal de Justiça, uma palestra feita pelo defensor público Messi Elmer Castro, sobre a atuação da Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM) tanto na área da família quanto na da justiça criminal.Promovida pela Vara de Execuções de Medidas e Penas Alternativas (Vemepa), a palestra, que acontece a cada 15 dias, é uma das condições a que os acusados têm que cumprir durante a suspensão da pena, além de participar de reuniões de terapias comunitárias.

A participação da DPE-AM nas reuniões, segundo explicou Messi, será agora permanente fruto da atuação da Defensoria Pública em parceria com o Tribunal de Justiça do Amazonas (TJA-AM)

Como muitos respondem a acusações criminais, além de questões na área da família como guarda dos filhos, pensão alimentícia, entre outros, o defensor informou sobre a importância do atendimento do que foi estabelecido na sentença, com resguardo dos direitos e garantias estabelecidos na lei.

Alguns pediram orientação sobre procedimentos em relação a comportamentos das ex-mulheres impedindo o acesso às crianças, a possíveis agressões recebidas delas e novas acusações que seriam infundadas, sendo orientados