Adolescentes do Ensina-me a Sonhar vão ao cinema para comemorar um ano do projeto da Defensoria Públ


Cinco adolescentes que cumpriram medidas socioeducativas no Centro Socioeducativo Dagmar Feitosa e agora participam do projeto Ensina-me a Sonhar, foram ao cinema no Amazonas Shopping, na tarde desta quarta-feira, dia 18, acompanhados das defensoras públicas Dâmea Mourão, Monique Cruz e Juliana Lopes, coordenadoras do projeto criado pela Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM) para incentivar a ressocialização.

Às vésperas de completar um ano de implantação, no próximo 27 de abril, o projeto, de acordo com a defensora Monique Cruz, utiliza atividades práticas e conversas com profissionais de diversas áreas de carreira para motivar os adolescentes autores de atos infracionais a mudar de vida. “Depois de cumprir sua dívida com a Justiça, eles estão aptos a voltar ao convívio com a sociedade e em busca de oportunidades para novos caminhos”, explica a defensora Dâmea. Por meio do projeto, os jovens podem ser selecionados para estágio nas unidades da Defensoria Pública.

Nesse período de um ano, o projeto já atendeu 162 adolescentes e as atividades culturais como a ida ao cinema e recentemente uma visita do Museu da Amazônia (Musa), fazem parte da programação, disse a defensora Monique Cruz.

A assistente social Paullette de Oliveira Catunda, que trabalha no projeto, destaca a importância da ressignificação da vida para os adolescentes. “No projeto, eles aprendem que têm valor e que estão recebendo uma oportunidade para mudar de vida”, acrescentou.