Oficina de Parentalidade da DPE-AM alerta para riscos de traumas emocionais em filhos de pais separa


Projeto visa orientar famílias em situação de separação para a conciliação em processos judiciais e evitar maiores desgastes para os filhos

Os traumas emocionais causados em crianças que são filhos de pais separados de forma conflituosa pode levar a problemas como depressão e ansiedade. Este é um dos alertas feitos pela Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM) na Oficina de Parentalidade, realizada mensalmente na unidade da Rua 24 de Maio, 321, Centro. Nesta sexta-feira, 24, o projeto chegou a sua 11ª edição, reunindo homens e mulheres atendidos pela Defensoria de Família com processos de divórcio, guarda de crianças e adolescentes e pensão alimentícia, entre outros.

Ministrada pelo defensor público Helom Nunes, a oficina desta sexta-feira contou com uma grande interação dos participantes, que demonstraram interesse nos sentimentos e traumas gerados por uma separação conflituosa e nas formas de trabalhar por uma boa convivência com ex-companheiros (as) e filhos.

O defensor alertou que no processo de separação as crianças podem desenvolver sentimentos, como abandono, raiva, decepção e medo, que podem levar a problemas mais sérios, como depressão e ansiedade, e que, por isso, é importante todo o cuidado dos pais com a boa convivência entre os membros da família.