Projeto Ensina-me a Sonhar desperta adolescentes que cumpriram medida socioeducativa para a escolha


Desenvolvido pela Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM), projeto visa a ressocialização dos jovens

O projeto Ensina-me a Sonhar levou os oito adolescentes que estão estagiando na Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM) para um passeio por diversas áreas do conhecimento na Feira Norte do Estudante nesta quinta-feira, dia 27. Os adolescentes aproveitaram as exposições de instituições de ensino, Médio e Superior, e tiveram acesso a informações sobre as mais variadas opções de carreira profissional.

Desenvolvido pela DPE-AM, o projeto busca a ressocialização de jovens que cumpriram medidas socioeducativas, por meio de palestras e atividades motivacionais, além de dar oportunidade de estágio na instituição.

Prestes a concluir o Ensino Médio, João (nome fictício), disse que gostou de tudo na feira. O adolescente de 17 anos está estagiando na unidade da DPE-AM do Shopping Via Norte, onde auxilia no atendimento à população, elabora ofícios e arquiva processos, e disse que já se inscreveu para o vestibular. “Escolhi o curso de Direito. Sempre gostei, mas no estágio vi que me identifiquei mesmo com essa área. Vejo pela DPE como o Direito pode ajudar as pessoas que não têm oportunidade e eu gostaria de ajudar também”, afirma.

A defensora pública Juliana Lopes, uma das coordenadoras do projeto, explica que a visita à feira é uma forma de abrir os horizontes dos adolescentes para as oportunidades. Ela e as outras coordenadoras do projeto, as defensoras Monique Cruz e Dâmea Mourão, acompanharam os jovens no passeio.

Curiosos, os adolescentes percorreram todos os stands questionando sobre programas de bolsa de estudos e também demonstraram grande interesse nas exposições de projetos na área de tecnologia, como os de robótica e realidade virtual. “A parte que a gente mais gostou foi a dos robozinhos”, disse Augusto (nome fictício).

Augusto, que está no primeiro ano do Ensino Médio, lamentou que ainda não poderia se inscrever nos programas de bolsa de estudo para as universidades, mas disse que é bom ter tempo para pensar na profissão. “Eu gosto da área de Engenharia Civil. Sempre gostei muito dessa coisa de construção”, afirmou.

Para a defensora Monique Cruz, a visita à feira de estudantes é mais uma oportunidade de crescimento para os adolescentes do Ensina-me a Sonhar. “A ideia é trazer à tona o interesse dos jovens para seguir os estudos, despertar o interesse deles por alguma carreira e fazer com que eles vejam que estão de igual para igual com os outros jovens”, concluiu.

FOTOS: Márcia Guimarães/Ascom-DPEAM

#ressocialização #medidasocioeducativa #DPEAM #EnsinameaSonhar

135 visualizações