Caminhada de combate à violência obstétrica reúne mais de 300 pessoas na Ponta Negra


Amanhã, segunda-feira, 26, começam palestras e rodas de conversa nas maternidades de Manaus sobre o tema

Mais de 300 pessoas participaram, na manhã deste domingo, 25, da caminhada que marcou a abertura da programação da campanha internacional “16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres” no Amazonas. De acordo com dados do Ministério Público Federal (MPF) e Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM), mais de 50 casos de denúncias envolvendo ocorrências em instituições de saúde do Estado estão sendo investigadas.

Além da caminhada, programada pelo Comitê de Combate à Violência Obstétrica, nesta segunda-feira, 26, começam as atividades que incluem eventos culturais, rodas de conversa e palestra sobre o tema. Durante a semana, de acordo com a procuradora regional do Ministério Público Federal (MPF), Bruna Menezes, que participou da caminhada, foi anunciada a assinatura de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com os dirigentes das maternidades do Amazonas, visando a humanização do parto. Essa humanização passa, principalmente, pelo atendimento na hora do parto, mas envolve também a assistência dada às mulheres nessa condição, explicou a procuradora. As penalidades, em caso de condenação dos acusados, vão desde ações civis e criminais a indenizações.

A defensora públ