Defensoria Pública e Projeto Nova Cartografia Social da Amazônia firmam parceria para a troca de con


A Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM) e o Projeto Nova Cartografia Social da Amazônia firmaram, nesta quinta-feira, 13, um Termo de Cooperação que busca a troca de conhecimentos sobre as populações tradicionais da região. Visando a atuação integrante e o mútuo apoio técnico e institucional, o Termo de Cooperação foi assinado pelo defensor público geral, Rafael Barbosa, e pelo coordenador do projeto no Amazonas, o antropólogo Alfredo Wagner Berno de Almeida.

O Projeto Nova Cartografia Social da Amazônia desenvolve no Amazonas e em outros 12 Estados do País o mapeamento social elaborado por estudantes e pesquisadores de diversas áreas e regiões do País para mostrar a realidade dos povos e comunidades tradicionais. O resultado são fascículos livros com a cartografia social de cada região, elaborados com o auxílio de informações prestadas pelas próprias comunidades.

No Amazonas, o projeto é vinculado à Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e à Universidade do Estado do Amazonas (UEA). “Promovemos a mobilização social para dar visibilidade aos modos de vida dessas populações tradicionais, principalmente indígenas e quilombolas”, explica a pesquisadora Isabela Sales, que acompanhou a assinatura do Termo de Cooperação, juntamente com o também pesquisador Felipe Jucá.