Ensina-me a Sonhar se tornará programa institucional da Defensoria Pública em 2019


Iniciativa celebra a ressocialização de meninos e meninas que cumpriram medidas socioeducativas

“Muita gente não acreditou na gente, mas vocês acreditaram. E nós só temos a agradecer, porque a nossa vida mudou muito e ainda está mudando”. É com esse agradecimento que o adolescente João (nome fictício), 17, diz muito sobre como o projeto Ensina-me a Sonhar tem transformado a realidade de adolescentes que cumpriram medidas socioeducativas. Por isso, em 2019, o projeto passará a ser um programa institucional da Defensoria Pública.

Com uma série de apresentações de profissionais de diversas áreas de carreira em formato de bate-papo e oferecendo a oportunidade de estágio na Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM), o projeto tem o objetivo de combater a reincidência, promovendo a ressocialização dos jovens por meio da capacitação e acompanhamento psicossocial.

O agradecimento de João veio no encerramento das atividades do projeto em 2018, quando o Ensina-me a Sonhar expandiu suas atividades para mais dois centros socioeducativos, além do Dagmar Feitosa.