Atuação extrajudicial da Defensoria e o combate à violência contra a mulher estão entre os destaques


Aulas foram concluídas nesta sexta-feira, 15, após duas semanas de programação

O curso de formação para defensores públicos encerrou nesta sexta-feira, 15, tendo entre os destaques de sua programação temas como “A Atuação Extrajudicial da Defensoria Pública” e a “Rede de Apoio e Enfrentamento à Violência contra a Mulher no Estado: Avanços e Desafios”. Os assuntos foram abordados na última quarta-feira, 13, em palestras ministradas pela secretária de Estado da Justiça, Direitos Humanos e Cidadania, defensora licenciada Caroline Braz, e pela secretária executiva de Políticas para as Mulheres, Márcia Alamo, respectivamente.

Ao falar sobre a atuação extrajudicial da Defensoria Pública, Caroline Braz compartilhou sua experiência na resolução extrajudicial de conflitos, não só no que se refere à judicialização, mas também à atividade do defensor público como um agente de transformação social, agindo em conjunto com movimentos sociais, com a população, de forma a articular políticas públicas.

O objetivo da secretária foi mostrar não só o dia a dia da petição inicial e das audiências, mas também que a Defensoria precisa estar ao lado do povo, da população, coletando os anseios da sociedade e, como in