Intensa procura por serviços do mutirão “O Dia D” reforça necessidade de fortalecimento da Defensori


Foram realizados 2.788 atendimentos nos dois dias do mutirão da Defensoria Pública na Arena da Amazônia

Os aposentados Aloísio de Souza Carvalho, 72, e Maria Madalena Palheta da Silva, 71, aproveitaram o mutirão “O Dia D” realizado pela Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM), na Arena da Amazônia, para oficializar o bem sucedido relacionamento que já dura 38 anos. Eles fizeram nesta sexta-feira (24) o reconhecimento de união estável e estão entre as cerca de 2,5 mil pessoas atendidas nos dois dias da ação especial, que iniciou na quinta-feira, (23). Para o defensor público geral do Estado, Rafael Barbosa, a intensa procura pelos serviços disponibilizados na ação é uma prova de que “fortalecer a Defensoria é fortalecer o povo do Amazonas”.

O casal Aloísio e Maria Madalena está junto desde 1981 e, agora, depois de já ter criado os dois filhos, decidiu regularizar a união. “Estamos felizes. Agora vai depender do Aloísio decidir casar. Tem tantos velhinhos casando hoje em dia né?”, disse Maria Madalena, que amanhã comemora seu aniversário de 72 anos. “Nunca vamos esquecer desse dia. Ficou marcado. Ficamos muito felizes pelo tratamento que tivemos, como fomos tratados com humildade. A gente se sente reconhecido, valorizado”, afirmou Aloísio.