Famílias retiradas da Comunidade da Sharp recebem indenizações


Um total de 39 famílias foi contemplada com cheque moradia e auxílio-moradia

O Governo do Estado entregou, na manhã desta quarta-feira, 4, o pagamento de indenizações para 39 famílias que foram retiradas de áreas de risco na Comunidade da Sharp, zona leste de Manaus, em 2014. Ao todo foram pagos R$ 1.307.000,00 em indenizações, com recursos estaduais.

Resultado de um trabalho inicial da Defensoria Especializada no Atendimento de Interesses Coletivos (Deaic), à época coordenada pelo hoje vice-governador, Carlos Almeida, o processo foi concluído sob a coordenação do defensor público Thiago Rosas junto aos órgãos do governo dessa área.

Na oportunidade, o governador do Amazonas, Wilson Lima, anunciou, também, o início de um estudo que pretende viabilizar a execução do Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus (Prosamim) na região.

O vice-governador e secretário-chefe da Casa Civil, Carlos Almeida Filho, também participou da solenidade de pagamento das famílias. “Esse caso da Sharp é muito simbólico. Nós estamos falando de um divisor de águas na atuação do Estado do Amazonas, quanto a demandas de natureza social. Há um compromisso de toda a equipe de governo, o governador nos cobra, dia após dia, medidas de entrega efetiva de moradia, porque nós estamos fazendo aqui um resgate social”, ressaltou Carlos Almeida, que esteve à frente de diversas lutas das famílias da Sharp, enquanto atuou como defensor público.

O defensor público Thiago Rosas, avaliou de forma positiva a entrega das indenizações. “Isso demonstra o interesse e a boa vontade e o compromisso do governo em resolver situações pendentes deixadas pelos últimos governantes, em relação as demandas sociais de moradia”, afirmou ele, destacando a posição da Defensoria em se manter vigilante aos problemas enfrentados pelo hipervulneráveis. Para ele, pessoas nessas condições exigem uma atuação mais contundente dos poderes públicos e a Defensoria mantém-se alerta para colaborar e também fiscalizar a implementação dessa ação.

VALORES

Para o governador Wilson Lima, a entrega desses valores para esses moradores da Comunidade da Sharp é um reconhecimento à condição daqueles que viviam em situação de vulnerabilidade. “É um processo que já corria há mais de cinco anos. Hoje eles estão tendo a oportunidade de receber esse valor e ter uma nova perspectiva de vida”, afirmou Lima.

O governador destacou que o Estado executa outras ações, em atenção às questões habitacionais, como os moradores da Comunidade do Bariri, no bairro Getúlio Vargas, cujas casas já estão sendo demolidas e o governo já está em uma fase bem avançada das obras, que devem ser entregues em março do ano que vem.

Wilson Lima anunciou, ainda, ter determinado o início de um estudo para viabilizar a ampliação do Prosamim para o local, visando a melhoria da qualidade de vida das famílias que ainda residem na região.

O governador fez questão, ainda, de reforçar que o Estado vai indenizar, em dezembro, 152 famílias vítimas do incêndio no bairro Educandos, em 2018. “Assinamos um convênio com a Defensoria Pública e aí vamos começar a fazer audiências com mais 250 famílias que também serão beneficiadas e ali, naquela área (Educandos), nós vamos começar um estudo para um trabalho de saneamento e paisagismo”, completou Wilson Lima.

PAGAMENTOS

Um total de 68 famílias retiradas de suas residências em 2014 será contemplada com as indenizações. Nesta fase foram beneficiadas as primeiras 39 aptas ao recebimento. Destas, 37 receberam cheques moradia (R$ 35 mil reais cada um) e duas receberam auxílio-moradia (R$ 6 mil cada um). As 29 famílias restantes vão ser contempladas em um segundo lote de pagamentos, previsto para 2020.

As famílias foram retiradas de seus imóveis que estavam em risco de desabamentos devido às fortes chuvas e às condições precárias de construção. Entre os contemplados está a família do cabeleireiro José Lício, líder comunitário da Sharp. “Hoje, graças a Deus, esse homem nos ouviu, deu essa vitória, essa benção, e está realizando esse sonho. Com tantas lutas, dificuldades que a gente vem enfrentando, a gente conseguiu. Hoje só tenho a agradecer, estou com o coração puro, o coração limpo, a mente limpa, para agradecer ele”, afirmou José Lício

Outra contemplada foi a manicure Luana Augusto. “A minha casa estava em estado de demolição já, bastante deteriorada na época. Teve uma enchente e estava desabando, aí a casa da minha vizinha desabou e escorou na minha, saiu levando para mais de seis casas, a minha foi uma delas. Eu agradeço ao Wilson Lima de ter, a partir de hoje, uma casa. Tenho muito a agradecer a ele”, afirmou Luana.

#Sharp #Indenizações #Deaic

28 visualizações
INSTITUCIONAL
Please reload

DIÁRIO OFICIAL
Please reload

CONSELHO SUPERIOR
Please reload

LEGISLAÇÃO
SERVIÇOS
Please reload

IMPRENSA
Please reload

Please reload

Avenida André Araújo, nº 679 - Bairro Aleixo
CEP 69060-000 | Manaus - Amazonas