Defensoria do AM nomeia nove defensoras e defensores públicos para reforçar atendimento no interior



Nomeações possibilitarão implantação de mais polos da instituição no interior. Atualmente existem sete polos que alcançam total potencial de 1,2 milhão de pessoas, em 34 municípios


O defensor público geral do Amazonas, Ricardo Paiva, nomeou mais nove defensoras e defensores públicos, nesta segunda-feira (8). As nomeações foram publicadas em portaria no Diário Oficial Eletrônico da Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM), disponível no site da instituição. Os novos defensores e defensoras serão designados para atuação em polos do interior, fortalecendo o atendimento da DPE-AM nos municípios e possibilitando a implantação de mais polos.


“Com a posse de mais esse grupo de defensoras e defensores, poderemos dar seguimento a nosso plano de alcançar o maior número de municípios o mais breve possível, para cumprir nossa missão institucional, que é levar assistência jurídica integral à população que mais necessita. Hoje temos 121 defensores e defensoras e passaremos a ter 130”, afirma o defensor geral, Ricardo Paiva.


Foram nomeados para o cargo de defensor público de 4ª Classe, Flávia Araújo da Silva; Bruna Costa de Farias; Camila Campos de Souza; Mariana Silva Paixão; Yaskara Xavier Luciano Lucena; Ana Laura Migliavacca de Almeida; Leandro Antunes de Miranda Zanata; André Azevedo Beltrão; e Candido Leonardo Mariano Costa Silva.


Avanços no interior


A gestão de Ricardo Paiva avançou no processo de interiorização da Defensoria, com a inauguração de mais dois polos no interior, em Maués e em Coari, em 2020. Com isso, a DPE-AM saiu de cinco polos para sete, alcançando um total potencial de 1,2 milhão de pessoas, em 34 municípios do interior. O Polo de Maués atende também Boa Vista do Ramos e o Polo de Coari alcança Codajás.


A atual gestão tem como meta instalar quatro polos no interior do Amazonas, em dois anos. A partir dos estudos feitos pela Defensoria, além de Maués e Coari, os próximos municípios a serem contemplados com polos são Lábrea e Manacapuru. São cidades estratégicas e que concentram um grande contingente populacional que precisa do atendimento da Defensoria.


Em 2020, a instituição seguiu focando a expansão dos seus atendimentos na capital e no interior. Dos mais de 400 mil atos de atendimento registrados em 2020, cerca de 70 mil são referentes ao interior.


Para efetivar a implantação dos novos polos no interior, Paiva realizou a posse de novos oito defensoras e defensores públicos em 2020. A posse foi realizada no dia 16 de outubro, em formato híbrido, em cumprimento às normas sanitárias da pandemia e as defensoras e defensores passaram a reforçar o atendimento da Defensoria.


Foto: Clóvis Miranda/DPE-AM

220 visualizações