Educandos: esclarecimento sobre cadastros indeferidos



A Defensoria Pública Especializada em Interesses Coletivos (DPEIC) informa que o atendimento àqueles que tiveram seus cadastros indeferidos na análise relativa ao direito de indenização, após o incêndio ocorrido no bairro Educandos, em dezembro de 2018, será realizado exclusivamente de forma online, pelo aplicativo Telegram (98416-6762), de segunda à sexta-feira, de 8h às 12h, do período de 13 de julho a 10 de agosto de 2020.



A DPEIC informa que todos que tiveram seus cadastros indeferidos tem a possibilidade de solicitar o parecer de indeferimento e, caso discorde da decisão, poderá recorrer, através de formulário disponibilizado no sítio eletrônico da Defensoria Pública do Estado do Amazonas (baixe o formulário) até 10 de agosto de 2020, data improrrogável. A resposta dos recursos serão entregues até 17 de agosto de 2020.



Em consonância com o Acordo de Cooperação firmado entre o Governo do Amazonas e a Defensoria Pública do Estado do Amazonas, com fundamento na Lei Federal n° 8.666, de 21 de junho de 1993, em especial nas regras do seu artigo 116 e parágrafos, restou acordado que a DPEIC realizaria o levantamento das vítimas do incêndio do Educandos por meio de atendimento de assistência jurídica gratuita e integral para preservação de direitos; validaria as soluções em moradia apresentadas, bem como fiscalizaria sua aplicação dentro da legislação em vigor; e procederia de modo a preservar direitos dos que não tiverem solução em moradia aplicada.



Dessa forma, a DPEIC realizou o cadastro daqueles que compareceram à sua unidade localizada na rua 24 de Maio, bairro Centro, nos períodos de 29 a 31 de outubro e 2 a 4 de dezembro de 2019. Findo o período de cadastros, e adotados os procedimentos administrativos necessários, passou-se à análise jurídica da documentação apresentada por cada assistido.



A análise foi realizada de forma individual e minuciosa, tendo por objetivo definir quem, dentre os cadastrados, apresentou documentos suficientes capazes de comprovar propriedade e/ou moradia no local à época do incêndio. Em consequência, foi enviado à Superintendência Estadual de Habitação (Suhab) os nomes e documentos daqueles que tiveram seus cadastros deferidos, finalizando, nesse momento, a atribuição da DPEIC no que tange o auxílio humanitário.



Assim, e de acordo com o Acordo de Cooperação firmado, é atribuição da Suhab formalizar o processo administrativo para pagamento das vítimas do incêndio do Educandos e efetuar o pagamento de cheque-moradia aos proprietários moradores, indenização aos proprietários não moradores e auxílio moradia aos inquilinos e cedidos, mediante a emissão de cheque administrativo. A Defensoria não realiza pagamentos.



Nesse sentido, não cabe a DPEIC autorizar o pagamento de nenhum cadastro, assim como não cabe ao órgão enviar qualquer documento além daqueles já enviados. Os assistidos que tiveram seus cadastros deferidos e ainda não receberam o auxílio humanitário, deverão procurar diretamente a Suhab, que tem a atribuição de solucionar qualquer questão referente ao pagamento deste.



CLIQUE AQUI PARA TER ACESSO AO FORMULÁRIO

169 visualizações
INSTITUCIONAL
Please reload

DIÁRIO OFICIAL
CONSELHO SUPERIOR
Please reload

LEGISLAÇÃO
SERVIÇOS
Please reload

IMPRENSA
Please reload

Please reload

Avenida André Araújo, nº 679 - Bairro Aleixo
CEP 69060-000 | Manaus - Amazonas